3.1.13

Pagodinho, Genoino e a inconveniência





O Brasil é um país esquisito. A velha certeza sempre se reforça quando retorno de viagens ao exterior e abro as páginas dos jornais. As notícias de ontem já me são absolutamente suficientes para ver que estamos suficientemente em forma no diz respeito a perder a chance de ficar calado.

Abro o Facebook e descubro um novo alvo da maledicência nossa de cada dia: trata-se de Zeca Pagodinho. Enquanto o sambista auxiliava a região de Xerém, coordenando a arrecadação de doações para os que foram afetados pelas enchentes, algumas pessoas o criticavam, afirmando que: 1) o cantor se aproveitava da desgraça alheia para fazer publicidade; 2) a bondade tem outros heróis, anônimos tão ou mais merecedores de reconhecimento quanto ele.

Pergunto-me se passou pelas cabeças dos críticos internautas rede-socialistas fazer algum tipo de doação aos desalojados enquanto esquadrinhavam as intenções do Sr. Pagodinho. Não terei respostas conclusivas.

Por fim, vejo a esquisita posse de José Genoino ao seu mandato de deputado federal, ainda que réu condenado do mensalão, autor de assinatura que liberou a tomada de empréstimos fraudulentos pelo PT junto ao Banco Rural. Sua diplomação no legislativo testa a compreensibilidade da confusa Constituição de 1988 e a razoabilidade do direito penal brasileiro. Afinal, permite que um homem contra a lei se torne legislador – está condenado, mas não há acórdão, há tempo para recursos, tudo precisa ser esgotado. A democracia tem contradições interessantes; veremos em breve como esta última se resolverá.

Aí vem o ilustre deputado Oswaldo Reis (PMDB-TO) e arremata, a fim de explicar seus aplausos à posse de Genoino: “Ele merece respeito pela sua história”. Penso que o deputado não entende o conceito de história, nem o conceito de crime, nem o conceito de legislatura. A posse de Genoino é para ser analisada, debatida, esquadrinhada, criticada. Aplaudir sua história sem observar a imensa e mais recente mancha de seu currículo é ser seletivo da pior maneira possível.

Aplaudir a história de Genoino durante sua esquisita posse é como criticar a atitude beneficente de Pagodinho em meio às enchentes: são monumentos nacionais à inconveniência, dois enormes exemplos da inadequação brasileira durante as oportunidades de manter o silêncio.

29 comentários:

NeonNegro disse...

É... Fazer o que.
Belo texto

NeonNegro disse...

É... Fazer o que.
Belo texto

Marcilio disse...

Quanta besteira em um post só. Sim, caridade com ganho não é caridade, é auto-promoção. E sim, apenas o congresso pode retirar o mandato de um deputado. Se não for assim, qual o sentido do equilibrio entre os 3 poderes, se o judiciário tem o poder "supremo".

Anônimo disse...

E enquanto isso, o procurado Paulo Maluf curtia o reveillon no copacabana palace com direito a bajuladores o chamando de doutor e pedindo para tirar foto com ele.

Salgadoa disse...

Vendo o noticiario, uma pergunta me tira o sossego: Onde o governo do RJ está aplicando o dinheiro dos royates do petroleo ? Lamentavel que 2 anos apos a tragedia que se abateu na região serrana do RJ nada tenha sido feito em prol da população !!!

João Ker Falar disse...

Tive o mesmo tipo de pensamento sobre as pessoas criticando a ajuda do Zeca Pagodinho. Apesar de não saber os detalhes, duvido que ele tenha se preocupado em ganhar alguma coisa enquanto ajudava aquelas pessoas. No mais, ótima observação quanto ao "rede-socialistas".

Geilson Ferreira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gizeli da Cruz disse...

Acho que tem silêncio demais sobre o que é importante, papo demais (e equivocado)sobre banalidades e muita desconversa sobre o que é importante. No mínimo deveríamos sentar-nos com calma ver a história e estar na História, pois a história não é só narrativa é ação também. Sobre o Zeca, tadinho, ele e o que suas músicas dizem, ele não esquece de onde veio, só isso, mais nada.

Carmen Lucia disse...

Texto perfeito. A GALERA está acostumada a criticar sem saber o certo.

Flávio disse...

Marcilio, você é um imbecil.

Diego Oliveira disse...

O mais engraçado é que ainda somos os mesmos. Alienados e incapazes de raciocinar sozinhos. Tem gente que deveria estar vendo BBB no lugar de comentar sobre política

Divino Leitão disse...

Em primeiro lugar, meus parabéns ao Márvio por expressar tão bem a vergonha em que estamos vivendo e basta uma rápida lida nos comentários para perceber que realmente perder a oportunidade de manter silêncio é algo simples e ao alcance de qualquer cérebro (ou falta de).
Genoíno tem uma cara de pau alucinante ainda há quem o aplauda, mas a vergonha maior é dos que nada fazem com a desculpa de que estão cumprindo a lei.
Quanto ao Pagodinho... sem comentários, vê lá se o cara precisa se promover com isso, mas ele saiu da sua zona de conforto e foi fazer algo que parece muito difícil de entender para quem só consegue ver o sambista e nem tem noção do que seja caráter.
Ah sim e precisamos de opiniões como a do Marcilio, afinal se não vivessemos em uma democracia não faria sentido discutir Pagodinhos e Genoínos.

Rafields Krüger disse...

Marcílio, você é um imbecil. 2.

Clara Ferrari disse...

Marcilio, vc foi infeliz na sua visão.Mesmo que fosse receber doação não ser caridade, mas pelo menos está fazendo alguma coisa pelas pessoas.Pois a imagem dele é mais forte que a sua e a do ladrão Genoino.Portanto Genoino, não faz rouba, aliás o que faz mto bem.E vc deveria saber como é Zeca Pagodinho, no dia a dia, no que faz por Xerem, que politico nenhum faz.

dUb disse...

É autopromoção sim. O cara nem é conhecido, nunca vendeu 1 cd/dvd e nunca faz um show. Agora faz isso pra poder aparecer na tv que ele nunca foi. Aproveitador ganhando a fama que não tem as custas de um bairro pobre que ele nunca frequentou.

Ed disse...

Deus do céu....
Cada analfabeto funcional nos comentários

Anônimo disse...

Esse tal Marcilio com certeza nem conhece Xerem,não deve saber o que é perder tudo nas chuvas.Ele deve ser fã do Genoino ou até quem sabe está pensando em se candidatar pra fazer parte da panela de cretinos dos 3 poderes!

Elias Alves disse...

Amigo, é impossível contentar todos, sempre haverá os "contra", seja lá contra o quê e contra quem for. Vi a reportagem com Zeca Pagodinho. Não gosto dele como cantor e acho que certas atitudes dele com relação à bebida alcoólica são negativas, mas isto não vem ao caso. O que percebi na entrevista não foi que ele se aproveitou da situação. Percebi que, por acaso, ele já estava ajudando a socorrer as pessoas quando a equipe de reportagem da TV chegou ao local. Ele, então, fez o que todo cidadão que realmente quisesse ajudar deveria fazer: ciente do que estava acontecendo, concedeu a entrevista para informar aos telespectadores tudo que ele presenciou. Ou seja, agiu exemplarmente.

Thiago disse...

Clara Ferrari, antes de comentar seria bem interessante ler e entender o que foi escrito.

Vercetii disse...

Não tem jeito meu caro Márvio, e geralmente é assim: a mesma pessoa fétida que acha normal o Genoíno tomar posse, também critica o Pagodinho alegando tentativa de se autopromover numa tragédia. Asco de gente assim.

Anônimo disse...

Perfeito!

João Fonseca disse...

Procure fazer uma pesquisa em Xerém pra saber o que o povo de lá acha do Zeca. Pergunte se ele fez isso pra se promover ou se ele tá sempre ajudando os moradores. E o que eu vi nas matérias foram os jornalistas indo até ele, não o contrário.
Quanto ao Genoíno, ele tem direito a tomar posse antes do trânsito em julgado, mas se tivesse um pingo de vergonha na cara, abriria mão.

Paulo Bessa disse...

Assino abaixo de todo texto, por sinal em perfeita escrita!

marceli disse...

Acho que vcs deveria posta algo assim
vamos ajudar as pessoas mas necessitadas porque o zeca esta cheio da grana o jenuino também.





















































































































Anônimo disse...

Marcílio, você é um merda!

Anônimo disse...

Huahuahua BOUA!!! :D

Anônimo disse...

Concordo. A critica/ofensa não fundamentada é a maior das faltas de argumento.

Anônimo disse...

Marcílio, pesquisa caguetagem no Araguaia e pára de ler blogs chapa branca, bobalhão.

Anahi Maguar disse...
Este comentário foi removido pelo autor.